Como criar um site gratuito?

Os caminhos e ferramentas disponíveis para quem deseja criar um site com pouco ou nenhum investimento.

Como já dissemos anteriormente, estar presente na internet é cada vez mais necessário. E criar um site é a forma mais convencional de ter seu espaço virtual. O site é um conjunto de páginas com links entre si e para outros sites. Normalmente tem a função de representar e apresentar uma empresa, produto, projeto, etc. contendo informações, novidades e contatos sobre o mesmo.

Seja pela necessidade de fazer o site do seu próprio negócio, ou por falta de recursos para a contratação de profissionais, o fato é que cada vez mais as pessoas estão se aventurando a criar seu próprio site. E não é nenhum segredo que recursos para fazer sites grátis não faltam. Porém, mesmo com todas as ferramentas disponíveis, os desafios e dúvidas sempre aparecem.

Quando falamos de sites gratuitos, estamos falando de sites bem simples, criados usando ferramentas disponíveis na internet para quem não tem recursos para contratar um web designer para fazer um site profissional. Primeiro, vamos deixar claro que todo site terá pelo menos um custo de manutenção (falaremos sobre as exceções). Este valor é pago anualmente e serve para renovar os serviços que mantêm o site no ar. Vamos falar dos valores mais adiante.

Então, por onde começar? Primeiro, vamos listar tudo o que você precisa para fazer um site.

O que é preciso para fazer um site?

  • Ter um domínio (endereço do site);
  • Ter uma hospedagem, onde serão colocados os arquivos do site;
  • O site em si – os arquivos HTML, PHP, imagens, bancos de dados, etc. que vão exibir o seu conteúdo.

Vamos entender a função de cada um dos tópicos.

O que é e como registrar um domínio?

Basicamente, o domínio é o endereço do seu site, é o nome através do qual as pessoas irão acessá-lo, aquele que é digitado no navegador. O domínio do nosso site, por exemplo, é hastedesign.com.br.

Para que ele exista, é preciso que você faça o registro do seu domínio, ou seja, compre um domínio que ainda não esteja sendo usado.

Como registrar um domínio?

Para domínios terminados em .br, a entidade responsável é o Registro.br. Basta visitar o site, buscar um nome de domínio disponível (que ainda não exista) e pagar. Atualmente o valor é de R$ 30,00 para o registro anual. Também é possível a realização do registro através de empresas, que irão intermediar este registro com o Registro.br.

Se o domínio for internacional, ou seja, sem a indicação do país no final, como os terminados em .com, .org ou .net, o registro pode ser feito por vários outros sites, nacionais ou internacionais. O valor fica em torno de R$ 15,00.

Existem várias plataformas para criação de sites gratuitos que, ao criar um site, você ganha um domínio grátis, filho do domínio do site (subdomínio). Por exemplo: www.seusite.dominiopai.com. Neste caso, você não paga pelo registro do domínio, mas fica vinculado ao domínio que forneceu o serviço.

Lembre-se de escolher um nome fácil para o seu domínio, para que o seu público memorize-o, o encontre facilmente nas buscas e o digite sem erros.

O que é uma hospedagem de sites?

Quando alguém acessar o seu domínio, os arquivos do seu site serão exibidos no navegador deste usuário. Para que isso aconteça, estes arquivos precisam estar disponíveis em um computador para serem baixados a qualquer momento. Este computador é o servidor e a empresa que oferece este serviço é a provedora da hospedagem.

Existem várias empresas de hospedagem nacionais e internacionais. Cada uma delas oferece vários planos com recursos para manter e gerenciar os arquivos e os acessos ao seu site.

Escolhendo a melhor ferramenta para fazer site grátis

Atualmente existem diversas ferramentas para a criação de sites que envolvem pouca ou nenhuma programação no processo. Algumas destas ferramentas têm apenas recursos básicos, ideais para leigos. Outras também abrem possibilidades para quem quiser se aprofundar no desenvolvimento e servem inclusive como ferramenta de aprendizado.

Antes de escolher a ferramenta, precisamos distinguir dois tipos:

  • Ferramentas de criação online com hospedagem e domínio já inclusos. São mais rápidos de criar, mas são mais limitados e são vinculados ao provedor do serviço.
  • Criar um site via um CMS (Content Management System, Sistema Gerenciador de Conteúdo) com sua própria hospedagem e domínio, porém exige um pouco mais de trabalho.

Criadores de sites online com hospedagem e domínio já inclusos

O WordPress.com é uma plataforma inicialmente dedicada a blogs, no entanto em seus 10 anos de desenvolvimento já evoluiu para uma ferramenta muito mais completa que permite a criação sites muito bons. É amplamente utilizado no mundo todo, por ser muito estável e prática. O Wix é outra ferramenta que vem se popularizando cada vez mais. Vejamos as características de cada um.

WordPress.com

No WordPress.com, você deve criar uma conta gratuita que lhe permite participar da comunidade e criar seus próprios sites e blogs. Sua interface está toda em português e é muito simples de usar.

Para começar você deverá criar um “novo blog”. Sim, novo blog! Mas é apenas a nomenclatura, pois ele vai se tornar o que você quiser. A primeira coisa que você deve definir é o nome do domínio, que será no formato seusite.wordpress.com. Com o seu “blog” iniciado, você já pode começar a criá-lo.

A personalização do WordPress se dá principalmente através de temas. Um tema é o layout do site, que pode ser alterado sem que afete o conteúdo. Você pode alterar os seus temas e pelo menu Aparência>Temas do painel do seu blog, lá você terá uma listagem dos principais temas, além de uma caixa para pesquisar por palavras chave.

Basicamente, o WordPress trabalha com dois tipos de conteúdo principais, Posts e Páginas. Posts são publicações que são atualizadas com mais frequência (por exemplo, notícias, novidades, etc), e páginas  são para conteúdos mais estáticos, como uma página sobre a empresa, ou para exibir formulário de contato, ou uma listagem de serviços.

Para saber mais sobre a utilização do WordPress.com há o fórum de ajuda em português para tirar todas as suas dúvidas.

Wix

O Wix também é uma ferramenta gratuita para criação de sites. Porém, a criação do site no Wix é um pouco trabalhosa, ela une configurações de layout com a inserção de conteúdo em um painel único. A composição do site é totalmente baseada em arrastar os elementos, textos, imagens e caixas com total liberdade pela área útil do site. Como o Wix vincula conteúdo e layout, não é possível trocar de tema. Caso o queira mudar o visual, é preciso criar um novo site no sistema.

Observação
Tanto no WordPress quanto no Wix, Ainda é possível utilizar seu próprio domínio, com a contratação de planos pagos, o que dá um aspecto um pouco mais profissional ao seu site.

Gerenciadores de Conteúdo – CMS (Content Management System)

Os CMS’s são sistemas que você instala em sua hospedagem, portanto, para utilizá-los, você precisa ter um domínio e uma hospedagem já contratados. Eles fornecem uma interface amigável para a inserção de conteúdo, de forma que o usuário não precise ter contato direto com o código e a programação.

O WordPress, além da versão online (WordPress.com), também possui uma versão CMS para instalação (WordPress.org). Outra opção de CMS bastante utilizada é o Joomla!. Ambos são softwares open source (de código aberto), gratuitos e usam extensões (temas, templates,  plugins, etc.) que podem ser instalados separadamente para aumentar suas funcionalidades.

Existem planos de hospedagem que já possuem sistemas como o Fantastico que instalam vários CMSs e outros sistemas automaticamente. Porém, caso não haja este recurso, vamos explicar como fazer a instalação manual.

WordPress.org CMS

O site do WordPress.org fornece o download do pacote do seu CMS. Para começar, faça o download deste pacote, descompacte o arquivo ZIP e envie estes arquivos para sua hospedagem via FTP. Para isso, você pode usar programas de FTP gratuitos como o Filezilla. Quando todos os arquivos forem enviados, você pode iniciar a instalação.

Para instalar o WordPress no seu próprio domínio, você precisa antes de mais nada de um banco de dados. Ele pode ser criado no painel de controle da sua hospedagem (CPanel ou semelhante). Depois, durante a instalação do WordPress, basta inserir as informações solicitadas. Para mais detalhes, acesse a página do Codex que explica como instalar o WordPress. O Codex é a documentação do WordPress, com tradução para o português e usuários bastante ativos.

Após a instalação, é só acessar o painel do WordPress e começar a publicar. A interface é muito parecida com a do WordPress.com. Você pode criar páginas, posts, enviar imagens, criar listas de links, entre outras coisas. Para definir o layout, basta escolher um tema, ou instalar temas novos. Novas funcionalidades também podem ser adicionadas através dos milhares de plugins disponíveis, como formulários de contato, galeria de imagens ou compartilhamento em redes sociais.

Joomla!

A instalação do Joomla! é um pouco mais fácil que a do WordPress, basta subir os arquivos para o seu servidor, também via FTP, e na própria instalação o seu banco de dados é criado.

Após a instalação você estará no painel do Joomla!, que trabalha com templates, um conceito semelhante ao do WordPress, através do qual você poderá modificar o visual do seu site. No menu de conteúdo você poderá começar a publicar as suas páginas. O Joomla! possui uma boa documentação em inglês, além do fórum internacional com sessão em português. Além disso existem diversos sites brasileiros que falam do CMS e buscar ajuda não é difícil. Para iniciar no Joomla!, recomendo a leitura da página de início em português.

Considerações finais – qual opção escolher para fazer um site gratuito?

Apresentei algumas das ferramentas mais utilizadas atualmente. Mas qual delas escolher?

Se você está querendo fazer um site gratuitamente (ou com o menor custo possível), provavelmente também quer que ele esteja pronto rapidamente. Neste caso, as ferramentas online são uma melhor opção. Além de ter custo realmente zero quando se usa um subdomínio do provedor do serviço, o trabalho é menor, não há necessidade de contratar nenhum serviço extra. Entre as duas opções apresentadas, o WordPress.com tem mais estabilidade, recursos, temas, plugins e ajuda  disponíveis, e com 10 anos de desenvolvimento já evoluiu muito.

Se você quer fazer um site para aprendizado próprio com mais recursos, a melhor opção é comprar um domínio e começar a fazer o seu próprio site usando um CMS. Entre o Joomla! e o WordPress, nós preferimos o WordPress porque somos mais familiarizados com ele e o modo como ele gerencia o conteúdo. Mas o Joomla! também é uma ferramenta muito poderosa e utilizada. A escolha fica, portanto, com o quanto você gostar da lógica e da interface de cada um, ou dos recursos específicos necessários.

O fato é que, depende do seu conhecimento, do seu tempo disponível, e de como você se sente confortável com cada uma das ferramentas. Nos próximos posts desta série, falaremos sobre como criar um blog, um portfólio e um ecommerce.

E você, qual ferramenta prefere utilizar, já decidiu?

Compartilhe

  • parabensss!!! estou iniciando no mundo dos criadores de sites e preciso de um texto bem legal como o seu para propagar meus serviços. será q seria possível eu usar alguns dos seus topicos para minha propaganda? desda ja agradeço!!!

    • Olá Roberta, obrigado! O texto está aqui, publicado, livre para que qualquer um absorva seu conteúdo e o passe adiante. Só peço que, caso faça uma cópia literal do texto completo ou de um trecho, e não uma nova redação, que dê os devidos créditos/referência.

      Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *