Como utilizar as categorias e tags no WordPress

Entenda como utilizar as categorias e tags que ajudam a organizar o seu site WordPress.

Categorias e tags no WordPress. Imagem ilustrativa.

O WordPress funciona como um gerenciador de conteúdo, ou seja, é um sistema para publicação e gestão de textos, imagens e outros formatos em sites. Assim, se o seu site WordPress fosse traduzido para o mundo físico, todo o seu conteúdo geraria uma grande papelada.

Para colocar tudo em ordem, é possível criar grupos de conteúdos com um tema em comum. Para segmentar ainda mais, também ajuda usar etiquetas que vão descrever os temas principais tratados em um conteúdo específico.

Dessa forma, a papelada fica organizada e facilita a busca dentro do seu arquivo, não só por você, mas por qualquer pessoa que entra ali. O WordPress funciona da mesma forma com a sua taxonomia própria, estruturada em categorias e tags que servem para sistematizar o seu site.

O que é categoria no WordPress?

A categoria é a organização mais geral, utilizada para agregar os conteúdos semelhantes em um primeiro momento. Em uma organização de papéis, as categorias seriam aquelas gavetas separadas por tema.

Em um site de receitas, por exemplo, os conteúdos podem estar separados pratos com carne, saladas, doces, lanches, pães e bebidas. Assim, quando alguém estiver procurando por uma sobremesa, vai poder ir diretamente na categoria de doces, sem precisar procurar em todas as páginas do site.

No entanto, existe uma grande variedade de tipos de doces, como bolos, sobremesas geladas e docinhos de festa. Para dividir ainda mais, é possível criar subcategorias com esses temas específicos dentro de um tema mais amplo, como colocar pastas dentro das gavetas.

Nesse exemplo do site de receitas, uma possível organização seria:

  • Pratos com carne
    • Pratos com carne vermelha
    • Pratos com frango
    • Pratos com peixes
  • Doces
    • Bolos
    • Sobremesas geladas
    • Docinhos de festa
  • Categoria 3
    • Subcategoria 3.1
    • Subcategoria 3.2
    • Subcategoria 3.3

A partir dessa organização, cada categoria e subcategoria pode ser visualizada em uma página única, de acordo com a busca do usuário. Porém, a ordenação do site não se resume somente às categorias, podendo também utilizar as tags para identificar os conteúdos.

O que são as tags no WordPress?

Enquanto as categorias e subcategorias são como gavetas e pastas, as tags são como as etiquetas coloridas que identificam o que está escrito no papel sem que seja lido. Ou seja, as tags abordam tópicos específicos do conteúdo, ao mesmo tempo que as categorias identificam o tema geral.

No site de receitas, as tags usadas poderiam se referir ao custo da receita, ao tempo de preparo e ao nível de dificuldade. Também poderiam indicar a refeição para qual a receita é apropriada e alguns dos ingredientes principais.

Dessa forma, uma pessoa que tem apenas meia hora para preparar uma receita poderia ir diretamente na tag “30 minutos” ou alguém que deseja cozinhar um frango poderia buscar na tag do ingrediente alguma receita que pode ir desde um prato principal até uma torta.

Toda essa organização deve ser planejada para se encaixar no que deseja oferecer. Se o site de receitas tivesse o foco em mostrar opções que se encaixam na rotina, as tags relacionadas ao tempo de preparo seriam mais apropriadas como categorias.

Além disso, o planejamento é essencial para que não sejam criadas novas categorias e tags no dia a dia. Quando se existem muitas divisões do conteúdo, principalmente com uma equipe grande, confusões podem surgir e acabar com tudo se tornando uma grande bagunça.

Como gerenciar categorias e tags no WordPress

Embora as categorias e tags sejam mais lembradas no momento de adicionar novos conteúdos, é possível administrar as taxonomias no painel do WordPress. Ambas as taxonomias estão localizadas abaixo de “Posts” e “Adicionar novo” no menu.

Em Categorias, estão listadas todas as categorias do site, bem como a quantidade de posts em cada uma. Também existe a opção de criar e modificar categorias, podendo definir nome, slug (parte da URL relacionada à página), categoria ascendente (no caso de subcategorias) e a descrição da categoria.

Já em tags, a visualização e as opções são semelhantes, mas não existe a possibilidade de criar uma tag relacionada a outra, como acontece com as subcategorias.

Categorias e tags customizadas

Vamos supôr que o site de receitas vai ser expandido para culinária como um todo. Além das receitas, vão entrar outros conteúdos, como resenhas de restaurantes e dicas de utensílios de cozinha. Por isso, os conteúdos de receita vão se tornar apenas uma categoria do site, um tipo de post customizado para ter os campos de ingredientes e modo de preparo e todos os outros vão continuar com o estilo de post padrão.

No entanto, a separação dos tipos de receita ainda é necessária para organizar esse tipo de conteúdo. Então, a saída é criar taxonomias customizadas que vão ser associadas somente a esse tipo de post para que as receitas tenham categorias e tags exclusivas.

Desse modo, um tipo de conteúdo continua organizado e sem interferência dos outros que existem no site. Esse processo pode ser feito por meio de plugins ou diretamente no código do site e, em seguida, algumas configurações podem ser feitas para que as taxonomias customizadas sejam mostradas nos menus do site.

Ficou com alguma dúvida? Conta pra gente nos comentários!

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *